LIGUE AGORA!
(22) 99750 2594
Carrinho0Item(s)

Seu carrinho está vazio :(

Product was successfully added to your shopping cart.

O que você precisa saber sobre os primeiros 40 dias com o bebê

Imagem Pixabay

A vida muda radicalmente após o nascimento do filho, e isto é inevitável. Entretanto, é importante saber o que acontece nos primeiros 40 dias com o bebê e, por isso, preparamos este artigo.

Para você que está aguardando ansiosa a chegada do pequeno, vale, além de se informar com quem já passou por esta fase, conferir este artigo até o final!

Como é a amamentação nos 40 dias com o bebê?

Se tem uma coisa que a mulher não deixa de fazer nos primeiros dias com o bebê, é amamentar. É um processo de ficar mais com ele no colo sugando do que fazendo outras coisas.

Porém, isso não é ruim, embora seja inevitável que a mulher sinta muita dor, mas com o tempo acostuma e a mãe acaba sentindo falta. Além disso, são vários os benefícios, tanto para a mãe, como para o bebê.

Choro

Todo bebê chora. Um dia todos foram bebês e também "berravam". Mas, por que estamos falando isto? Simplesmente porque todo pai e toda mãe deverá estar preparado para cara feia de outras pessoas quando precisar sair com o bebê nos 40 dias.

É mais que normal o bebê chorar (e ele deve). Este é o único jeito que o bebê tem de se comunicar, fazendo com que os pais busquem o real motivo do choro. Pode ser que ele esteja com fome, ou com fralda cheia, frio... É sempre bom investigar.

Palpites de todos os jeitos

Falando em pessoas que ficam de cara feia, os pais também precisam ter jogo de cintura com as centenas de palpites. Neste início, então, é rotineiro.

Procure não levar a sério, até porque, só quem é pai e mãe que entende o que se passa com o filho. Obviamente, em momentos eventuais cada pai e mãe pede conselhos de avós, mas cabe apenas aos pais.

Cólica

joffi
Imagem: Joffi /Pixabay

Se os choros do bebê não forem por motivos que citamos anteriormente no ítem "choro", procure ver se ele não está sentindo cólica.

As cólicas do bebê são comuns nos primeiros 15 dias de vida, mas vão diminuindo e desaparecem por volta dos 3 meses. Segundo os médicos, a cólica se dá devido ao sistema digestivo ainda não funcionar plenamente.

Para evitar, é preciso que as mães tenham uma boa alimentação e evitem alimentos como café, refrigerantes e chocolates. Para amenizar as dores, a mamãe pode manter o abdômen da criança quentinho de barriga para baixo.

Cansaço da mãe nos primeiros 40 dias do bebê

Não tem para onde correr! Embora seja um ser bem pequenininho, a verdade é que ele demanda de muito tempo, atenção e trabalho.

É verdade que a mãe vai ficar exausta, com sono, podendo até mesmo ter depressão, baby blues ou mommy bournout. É preciso aceitar ajuda e dormir quando o bebê dormir durante o dia (sim, a casa e outros afazeres podem esperar). No mais, em caso de desanimo e pensamentos de morte, por exemplo, é preciso procurar ajuda imediatamente.

Consultas e vacinas

Três dias após a saída da maternidade, o bebê já terá a primeira consulta ao pediatra para avaliar o ganho de peso, amamentação e tirar dúvidas dos pais, principalmente com relação a vacinação.

É preciso tirar todas as dúvidas e ficar atento ao cartão de vacinação da criança para não perder nenhuma delas.

Passeio do bebê

É preciso ter muita cautela com saídas nos primeiros 40 dias com o bebê. Isso porque, ele ainda não tomou todas as vacinas importantes, sem contar a transição de mundo interior para exterior, onde ele não estava tão exposto a barulhos, movimentos e temperaturas.

Médicos recomendam passeios mais longos somente após os 2 meses e meio de vida. No carro, apenas com bebê conforto virado de costas para o motorista. Este bebê conforto só poderá se mudado para frente após a criança completar 1 ano.

Gostou das informações? Deixe seu comentário aqui embaixo!

Deixe uma resposta