Gravidez confirmada!! Minhas primeiras emoções começam a surgir...

A maternidade é, sem dúvidas, um dos momentos mais emocionantes da vida de uma mulher.
Desde as primeiras suspeitas de gravidez até a confirmação por ultrassom do sexo do bebê, a mulher passa por diferentes etapas de aceitação e compreensão do que está para acontecer.
Sabemos que uma gestação pode se desenvolver em diferentes circunstâncias, mas todas elas têm uma coisa em comum: geram um ser adorável que mudará a vida de todos à sua volta.
E isso certamente gera todo o tipo de emoção.
Qual emoção você sentiu quando descobriu que estava grávida? Confira algumas delas a seguir e veja se você se identifica.

primeiragravidez gravidez

Estou grávida

Cada momento é único no desenvolvimento de uma gestação. As primeiras vezes sempre são marcantes e a cada novo movimento o coração dá alguns pulos.
Mas, certamente, toda mulher se lembra do que sentiu quando o teste deu positivo, ou quando recebeu o resultado do exame de sangue Beta HCG.
Descobrir que uma vida está se desenvolvendo dentro de você pode desencadear diversas emoções.
Por isso, não se sinta culpada caso sinta medo ou receio no momento em que se descobrir grávida.
O turbilhão de emoções logo vai se desenrolar e você conseguirá lidar com cada etapa de maneira mais tranquila e segura. Dê tempo ao tempo, e a si mesma.

Conjunto em Cotton

Primeiros Mimos

Nada te traz mais à realidade do que ganhar os primeiros mimos para o seu bebê.
A sensação de que ele não é mais um plano ou algo da sua cabeça, entende?
As pessoas ao seu redor já começaram a amá-lo e vão presenteando seu bebê com sapatinhos, mantinhas e brinquedinhos.
Nesse momento é impossível conter a emoção de imaginá-lo dentro das roupinhas!
Você verá que mesmo depois de alguns anos, você sempre se recordará das primeiras coisas que seu bebê usou.

A primeira Ultrassonografia

A famosa primeira foto do bebê também é algo impossível de esquecer.
Mesmo sobre traços confusos e formas embaçadas é possível sentir o coração bater mais rápido ao ver seu bebê pela primeira vez.
Mesmo que ele ainda não esteja totalmente formado, você já consegue imaginar o narizinho, os pezinhos e mãozinhas tateando tudo pela casa...
E mais, a preocupação com a saúde do pequeno ser já começa a aflorar quando você se vê perguntando para o médico o que é cada coisa vista pelo ultrassom.
Frases como: “Tem algo de errado com ele?” podem sair da sua boca sem você ao menos se dar conta.

Minhas ultrassonografias

A cada ultrassonografia, o desejo de ver a carinha do bebê cresce juntamente com seu desenvolvimento.
Esse é um momento incrível para ser compartilhado com a família, especialmente com o cônjuge.
As primeiras ultrassonografias sempre geram expectativa a respeito do sexo do bebê.
Existem casos onde a posição do bebê torna difícil a identificação do sexo, e só após algumas tentativas é que se consegue saber ao certo.
No meu caso, no entanto, já na primeira ultrassonografia (com aproximadamente 3 meses de gestação) já foi possível identificar o sexo do bebê.
A cada nova ultrassonografia, aumenta a ansiedade em rever os traços do seu bebê e aquela velha preocupação em saber se está tudo indo bem com seu desenvolvimento.
Por isso a necessidade de fazer todas as ultrassonografias pedidas pelo seu médico obstetra. Ela é um importante instrumento de verificação da saúde e crescimento de seu filho.
É importante ressaltar que essa é uma fase da vida que demanda muitas emoções. Ter um suporte de qualidade é um diferencial em todas as etapas.
Saber que pode contar com alguém durante uma gestação pode fazer toda a diferença.

Primeira vez que senti o bebê

A sensação de que tem algo se mexendo na sua barriga e é causada pela vida crescendo lá dentro é um dos momentos mais mágicos da gravidez.
Os “chutes” nem sempre são chutes, mas é uma forma de ter algum contato com seu bebê.
Ora, seu filho está crescendo e se desenvolvendo rápido, então, nada mais comum do que começar a reivindicar seu espaço lá dentro.
Os movimentos feitos pelo bebê podem se intensificar quando você está deitada. Isso porque em vários casos, o bebê dorme ao embalo dos passos da mãe.
Isso significa que, quando ela finalmente quer dormir, ele está com todo pique para mostrar a que veio.
Esse é um dos momentos em que mais sinto falta na gravidez. Sentir o bebê se mexendo, além de ser agradável, é um sinal de que está tudo bem com ele.
A falta de movimento do bebê por mais de 24 horas é que caracteriza algum sinal de alerta. Por isso, se perceber que ele está quieto a quase um dia, não deixe de passar em uma emergência obstétrica.

Meu bebê

A consciência de que o feto que está se desenvolvendo é seu filho pode ser algo bastante impactante, especialmente nos momentos em que estiver se sentindo mais vulnerável.
Será comum para você se flagrar repetindo palavras como “meu filho” enquanto olha boba para a barriga.
É... A ficha demora a cair.
Você perceberá uma maior conexão com o bebê a cada mês, a cada sinal que ele demonstra, a cada preocupação que você não consegue frear.
Nesses pequenos detalhes, você irá compreender aos poucos que, mais do que sua responsabilidade, ele é seu bebê.

Primeiros sinais

Há quem diga que a mulher “sente” quando está grávida. Independente dos sintomas aparecerem em neon na sua frente ou não.
Esse foi o meu caso.
Antes de sentir enjoo, quadros de fraqueza ou dor nos seios, algo em mim já acreditava que uma nova vida estava crescendo, mesmo sem sinais aparentes.
Apenas após várias semanas é que os sinais foram se intensificando, e à essa altura eu já tinha verificado a gravidez.
Contudo, como um caso específico não é via de regra, muitas mulheres não percebem a gravidez em curso. Isso pode se dar, entre outros fatos, pela desregulação da menstruação ou por questões hormonais.

sutiã amamentação

Primeiros enjoos na gravidez

O enjoo certamente é o sintoma mais aclamado para se caracterizar uma gravidez.
Apesar disso, muitas mulheres não o sentem, ou tem em quantidade mínima.
Da mesma forma, existem mulheres que passam toda a gravidez sentindo enjoos, o que torna difícil até a alimentação.
Eu, como time do primeiro caso, tive quase nenhum enjoo no início da gravidez, vindo a ter alguns quadros apenas após o 7º mês.
Como a ocorrência e intensidade dos enjoos têm causas múltiplas, não é possível saber de cara se você vai sentir muito ou não vai sentir.

Meus desejos

As mudanças hormonais da gravidez atuam de forma diferente de mulher para mulher.
Esses hormônios atuam em todo o organismo, sobretudo no que diz respeito às emoções.
Algumas sentem mais fome (o que é super normal com um bebê crescendo dentro de você); outras não conseguem comer nada; umas enjoam tudo e outras têm os famosos desejos.
Muitas alegam ter ficado enjoadas até mesmo de seus maridos por conta da gravidez.
Eu particularmente, nunca experimentei os desejos (quase sempre ligados à comida) na gravidez, mas conheço vários casos a ele relacionados.
O ideal nessa etapa é sempre optar por uma alimentação saudável e comunicar a alguém caso sinta desejos por alguma coisa que não seja saudável de ingerir.
Lembre-se que o momento passará, mas a atitude precipitada poderá afetar a saúde de seu filho.

A gravidez é um momento mágico e dura pouco (especialmente, depois que o bebê nasce). Aproveite cada novo sentimento e ame seu filho desde o ventre.
Ele é capaz de sentir você e gosta da sua voz. Retribua todo o carinho e emoção que puder. Logo logo, ele estará no mundo exterior e você não poderá passar 24 horas com ele.
Sinta cada minuto da gravidez! Ame hoje!

ebook gratuito dica de lingerie gravidez confortável

Esse artigo te ajudou? Comente ou responda aqui.