Desenvolvimento do bebê mês a mês

Desenvolvimento do bebê 

Como o feto se desenvolve e torna-se apto à vida do lado de fora? Confira nesse artigo como acontece o processo de formação completo do bebê.

desenvolvimento feto bebê barriga mêses fases gestação gestacao gestaçao

A vida dentro do útero não é fácil.

A longa jornada não termina na fecundação, muito embora ter chegado até aí não seja lá a mais fácil das tarefas.

No entanto, para ganhar a liberdade tão sonhada, o bebê precisará de tempo para formar-se e equipar-se para viver fora da barriga da mamãe.

Mas... Como exatamente isso acontece?

Primeiro trimestre

O primeiro trimestre é um dos mais marcantes para a mãe: a descoberta da gravidez, os primeiros sintomas, a primeira percepção de carregar um bebê...

É sempre o início da gravidez onde deve-se ter um maior cuidado, devido aos riscos de descolamento do saco gestacional e outros problemas relacionados à formação e sustentação do bebê.

E por falar em bebê, o que acontece com ele nesse período?

 

Primeiro mês 

A despeito da falta de conhecimento da mãe sobre a própria gravidez, o feto está lá dentro trabalhando a todo vapor.

Minúsculo, o bebê já começou a ser formado a partir de duas células que se multiplicam rapidamente.

As primeiras semanas são cruciais para seu desenvolvimento e formação serem saudáveis.

O cordão umbilical já existe e funciona como uma ponte que leva oxigênio e nutrientes para o embrião.

Nesse período, o embrião tem entre 2 mm e meio centímetro de comprimento, pesando em torno de 2 gramas. Que pequenininho!


Segundo mês 

No segundo mês, já é possível perceber bracinhos e perninhas tomando forma e o formato do bebê – por passar boa parte do tempo curvado – lembra um caracol.

O bebê já começa a fazer movimentos bruscos, embora não o faça por muito tempo durante o dia.

A coordenação está aumentando e é possível que nos próximos dias você possa começar a sentir ele mexendo um pouco.

Nessa fase ainda é importante manter os cuidados mais sérios em relação a esforço físico em demasia pois pode gerar aborto espontâneo.

É importante frisar que, os primeiros meses são os que darão forma e sustentação ao bebê. Por isso é de suma importância uma boa nutrição, sempre com acompanhamento pré-natal para evitar qualquer problema.

Terceiro mês 

No terceiro mês, o embrião já pode ser chamado de feto.

Ele possui agora entre 40 mm e 11 cm e não é mais tão imperceptível assim, afinal a silhueta de sua barriga já começa a aparecer.

Os lábios do bebê estão sendo formados, suas narinas se abrem e já é possível distinguir os dedos polegares dos outros dedos!

Nessa fase, já pode-se utilizar o ultrassom para verificar se existe algum problema de formação ou se está tudo normal com o feto.

calça gestante blusa gestante confortável

Segundo trimestre 

No segundo trimestre, o bebê começa uma nova etapa de seu desenvolvimento.

Esse período compreende a 13ª à 24ª semana de gestação e conta com mudanças importantes como o risco de aborto, que nessa fase cai para 1%, acalmando os ânimos de mamães e papais.

Acompanhe as principais mudanças mês a mês.


Quarto mês 

Um dos marcos do início do terceiro trimestre é o desenvolvimento do bebê, que a partir de agora se dará de maneira bastante rápida.

Isso significa que ele já está praticamente todo formado e sua função agora é ganhar peso e ficar forte.

Outro motivo de expectativa nesse mês é o desejo por saber o sexo do bebê.

Isso porque é geralmente nesse período que os ultrassons apontam se o bebê é menino ou menina.

Além disso, nessa fase, órgão como laringe, cordas vocais, pálpebras, pescoço e esqueleto, assim como muitos órgãos internos já estão quase que completamente formados.


Quinto mês 

A ansiedade cresce junto com o tamanho do seu bebê. A essa altura, os pelinhos que vão formar os cabelos, cílios e sobrancelhas já estão começando a surgir.

E os movimentos do seu bebê estão a todo vapor.

De um lado para o outro, se você prestar bem atenção pode senti-lo dar pequenos “chutes”.

Aproveite a sensação, pois a partir do próximo mês, a gestação vai voar!


Sexto mês 

Com a barriga já bem aparente, você pode esbanjar seu bebê por aí.

Que a essa altura já está com as unhas crescendo rapidamente.

O bebê nessa fase gosta de brincar de cruzar pernas e braços, brincadeira que não vai passar despercebida pelo seu corpo.

Ele já possui aparência de um recém-nascido, embora mais magro e com a pelezinha enrugada.

Além disso, nessa fase o bebê já reconhece claramente a sua voz, sendo capaz de diferencia-la dos demais ruídos e sons. Que privilégio, hein?

Terceiro trimestre 

Chegamos na reta final!

Com certeza, sua vontade de conhecer o mais novo membro da família só aumenta.

Mas tenha sempre em mente que um ambiente calmo é sempre o melhor lugar para um bebê se desenvolver. Acalme-se e aproveite os últimos meses da gravidez.


Sétimo mês

No sétimo mês seu bebê está com 28 semanas e já possui entre 37 e 40 centímetros, preenchendo cada vez mais o espaço dentro do útero.

Por estar crescendo rapidamente e ficando sem espaço para as brincadeiras internas, ele irá se movimentar menos – embora os estímulos fotosensoriais externos estimulem o bebê a se mexer cada vez mais.

Ele não tem mais tanto espaço para isso.

Você continuará sentindo ele, muitas vezes mais intensamente e menos frequentemente.

Nessa fase, o bebê já se prepara para entrar na posição adequada para o parto, ou seja, de cabeça para baixo, na posição de encaixe.

Oitavo mês

A partir do oitavo mês – e isso vem desde o sétimo – as chances de seu bebê sobreviver e viver bem se nascer prematuramente só tendem a aumentar.

Apenas a partir da 37ª semana o feto é considerado um bebê não-prematuro, que já está perfeitamente apto a sobreviver fora do útero sem maiores cuidados.

Nesse período, seu bebê tem entre 45 centímetros e pode estar pesando 2,5 kg. Que evolução para um embrião de 2 gramas, não?

Nono mês

Prontinho para sair do forno. O pequeno bebê está apenas esperando a hora de conhecer o mundo, ganhando cada vez mais peso e ficando forte para não precisar ir para a incubadora.

Esse período começa a partir da 36ª semana e culmina com o momento do parto.

A ansiedade e os preparativos estão a mil, mas você ainda precisa se cuidar. Afinal, o bebê ainda está aí dentro!

A posição do bebê muda, ficando aproximadamente abaixo das costelas.

O coraçãozinho do seu filho bate entre 110 e 150 bpm e continua ganhando cada vez mais peso.

Seu cérebro já está perfeitamente pronto para viver do lado de fora do útero.

Agora, é só arrumar o quartinho, a bolsa e preparar-se para o momento mais inesquecível da sua vida!

ebook o guia para uma gravidez saudavel e feliz

Esse artigo te ajudou? Comente ou responda aqui.