‘Meu Marido Abandonou Eu e Meus Filhos’

Mais de 57 mil mulheres são surpreendidas com o câncer de mama no Brasil 

câncer de mama a prevenção nunca sai de moda

Precisamos tratar de um assunto muito sério, o câncer de mama. Estima-se que a cada ano são descobertos 1,38 milhões de novos casos no mundo e 458 mil mortes, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

Aqui no Brasil, cerca de 57.960 pessoas são pegas de surpresa anualmente, segundo o Ministério da Saúde.

Embora muitas pessoas acreditem que somente as mulheres sejam vítimas da doença, o câncer de mama também atinge os homens, só que em proporção bem menor. A cada 100 mulheres que contraem a doença, apenas 1 homem pode vir a ter.

Estudos da Sociedade Brasileira de Mastologia garantem que a cada 12 mulheres, 1 terá um tumor nas mamas até os 90 anos de idade. Ou seja, qualquer uma pode vir a contrair a doença - seja você, alguém da sua família ou uma amiga próxima.

Parece até um pesadelo, e de fato é! Pensar em câncer de mama é imaginar a perda de um dos seios. Realmente, muitas das vítimas têm de passar por este procedimento de retirada, chamado mastectomia, perdendo um pedaço da feminilidade.

Como se não bastasse, algumas delas são abandonadas devido ao "defeito estético". “Na hora que eu mais precisei, meu marido, com quem eu estava junta há 20 e poucos anos, abandonou eu e meus filhos pequenos”. Assim aconteceu com a dona de casa Maria do Socorro, de 50 anos que teve de enfrentar uma situação ainda pior que o câncer, a dos filhos passando fome.

Dando A Volta Por Cima

A administradora de empresas, Joana Jeker (40), havia sido diagnosticada com câncer de mama aos 30 anos de idade quando morava na Austrália. Para iniciar o tratamento, ela teve de voltar imediatamente para o Brasil. Aqui, Joana passou pelos procedimentos de quimioterapia, mastectomia e reconstituição mamária, tudo pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Ao perceber as dificuldades enfrentadas pelas pacientes que se submetem ao tratamento, a administradora sentiu vontade de ajudar todas que sofrem com a doença. “Achei que era fundamental para essas pessoas ter um atendimento melhor e ter mais garantia no acesso a toda a etapa, desde a cirurgia até a reconstituição da mama”, revela.

A partir desses dilemas e dificuldades, Joana fundou em agosto de 2011 a “Recomeçar – Associação de Mulheres Mastectomizadas de Brasília”. O principal objetivo da ONG é atuar na solicitação de políticas públicas para mulheres que sofrem com câncer de mama.

Atualmente, a Recomeçar faz o mapeamento das mulheres mastectomizadas pelo SUS. Propondo planos de ações junto aos órgãos públicos para proporcionar cirurgias de reconstrução mamária, atendimento psicológico e jurídico, além de lutar pela garantia de aposentadoria em casos de invalidez.

O Que Mudou Após A Mastectomia de Jolie?

Em maio de 2013, a atriz Angelina Jolie surpreendeu o mundo ao anunciar que havia feito cirurgia preventiva de câncer de retirada das mamas. A divulgação foi feita em artigo escrito por ela ao jornal The New York Times.

Exames que antes custavam em torno de R$ 12 mil no Brasil, hoje chegam a apenas R$ 2 mil, isso depois do anúncio da atriz. O efeito fez crescer a demanda, o que motivou a queda do preço.

Entenda a Doença

A imagem ao lado ilustra como é feito o diagnóstico do câncer de mama. O tumor aparece em

um dos seios como uma espécie de caroço, podendo ser notado previamente fazendo o exame de toque.

Qualquer mulher pode fazê-lo a partir de três passos:

Primeiro - observar com os braços caídos;

Segundo - Depois, levantar os braços e observar as mamas;

Por fim, é aconselhado colocar as mãos apoiadas na bacia, fazendo pressão para observar se existe alguma alteração na mama.

O câncer de mama é sério. Consulte um médico para saber detalhes sobre a doença e fazer os devidos exames.

ebook gratuito dica de lingerie gravidez confortável

Esse artigo te ajudou? Comente ou responda aqui.