Será Que Grávida Pode Tomar Café? Descubra A Resposta Agora!

grávida pode tomar café?Cristina é o tipo de pessoa que nunca recusa um bom cafezinho. Desde pequena, ela sempre foi amante do café e, mesmo depois de grávida, Cristina não consegue largar o seu pequeno vício.

Entretanto, com a chegada do bebê, a nossa mamãe teme que esse vício se torne algo prejudicial a sua gestação. Cristina quer saber qual é o limite e quais são as consequências para o abuso da cafeína. Enfim, o que ela quer saber é se grávidas podem (ou não) tomar café.

Se você, mamãe, também tem as mesmas dúvidas de Cristina, então esse texto foi feito especialmente para você! Aqui, explicaremos tudo sobre o consumo de café na gestação. Quer saber mais sobe esse assunto? Então é só continuar lendo:

Grávida pode tomar café?

Sim! Para o alívio de muitas mamães, as grávidas podem, sim, consumir café. Entretanto, esse consumo deve ser controlado. Assim como tudo nessa vida, deve haver moderação.

O consumo de café pelas gestantes não pode ultrapassar 200 mg por dia. Essa quantidade é equivalente a 3 xícaras de expresso ou 4 xícaras de café preto. A partir daí, o consumo pode ser nocivo ao bebê.

O café é o único inimigo?

Precisamos deixar algo bem claro: o problema não é o café em si, mas a cafeína. Essa substância está presente em muitos alimentos, não só no café. Por isso, de nada adianta você abolir o café do seu cardápio e substituí-lo por litros de chá, por exemplo.

Confira abaixo onde você pode encontrar a cafeína:

  • chás industrializados (consultando sempre a opinião do seu médico);
  • refrigerantes à base de cola;
  • chocolates ou bebidas com cacau;

Como dissemos no tópico anterior, o consumo diário de café permitido é 200 mg. A gestante pode tomar 4 xícaras de café preto, mas ela deve saber balancear o consumo. Se você for comer um chocolate ou tomar chá, o consumo de café deve ser diminuído por culpa da presença de cafeína nesses alimentos.

Quais são os riscos do consumo exagerado do café?

Diferente da mamãe, o bebê ainda não tem capacidade de processar e eliminar a cafeína de seu organismo. A cafeína é um estimulante para o sistema nervoso central. Existem evidência clínicas que comprovam que a cafeína pode causar o aborto ou a prematuridade do bebê. Além do mais, a criança também corre o risco de nascer abaixo do peso.

Vale lembrar que a cafeína fica mais tempo no organismo de uma mulher gestante do que uma mulher normal. Além disso, o tempo que o café age no corpo da futura mamãe é três vezes maior, o que pode intensificar sensações como azia e queimação em algumas mães.

Como eu me livro da cafeína?

A melhor opção é utilizar o descafeinado: apesar de ele não estar 100% livre da cafeína, a quantidade presente nele é muito menor do que em um café comum.

Ao adquirir remédios (apenas sob recomendação médica, é bom lembrar), leia a bula e veja se eles não têm cafeína em sua composição. Para facilitar, sugerimos que você converse com seu médico e peça opções de medicamentos sem cafeína. Apenas consuma remédios sob prescrição médica!

Agora você já sabe que sim, grávidas podem tomar café, mas sempre respeitando a ingestão diária de cafeína para não prejudicar o bebê. Quer ficar ainda mais atualizada? Então não se esqueça de assinar a nossa newsletter: com ela, você fica por dentro de todas as nossas dicas e novidades para gestantes e mamães!

Esse artigo te ajudou? Comente ou responda aqui.